Narcos

Captura de Tela (110)

Estreou este mês na Netflix, produzido por José Padilha (Tropa de Elite) Narcos que conta não sobre como a polícia norte americana conseguiu pegar os narcotraficantes colombianos, mas sim sobre Pablo Emílio Gaviria Escobar.

Traficante conhecido mundialmente por ter enriquecido com a venda de cocaína para os Estado Unidos, iniciou seu Império das drogas em na década de 1970, intitulado pela Forbes como o sétimo homem mais rico do mundo. Escobar tratava tudo com suborno, comprava policiais, ministros, políticos e qualquer pessoa que pudesse ajudá-lo de alguma forma em seus interesses, os que ele não conseguia subornar eram mortos, sua vida foi acompanhada por um bordão: Plata o plomo.

Narcos

A série é inspirada na história e personagens reais da época do Cartel de Medellín, é narrada pelo agente da DEA e em sua fala ele aborda tanto o real motivo de os Estados Unidos começar a se preocupar com o problema da criação do cartel na Colômbia. Com abordagem realista a série mostra quem são aqueles usados como mulas e que todos tem algum interesse pessoal e pode ser facilmente persuadido, além de abordar como funciona a mão invisível dos Estados Unidos sobre as decisões a cerca de outras nações.

Os diálogos são firmes, a interpretação está ótima, mesmo tendo atores desconhecidos, ou pouco conhecidos. Uma coisa que chamou muito minha atenção é que não é uma série todo falada em inglês como costuma ser, cada um fala a sua própria língua (assim como na vida real), então enquanto Pablo Escobar (Wagner Moura) fala em espanhol, o agente do DEA Steve Murphy (Boyd Holbrook) fala em inglês.

O “impérialismo americano” é assunto fixo na série. Fico até imaginando como será a reação dos norte americanos sobre a série.

Narcos1

As mortes que são causadas pelo tráfico também é bem relatada e o impacto de tudo isso na sociedade que está do lado de fora de todo esse negócio de drogas, o que acaba trazendo a tona o debate sobre a ilegalidade da droga e o impacto do tráfico na sociedade. E como o dinheiro ilegal patrocina coisas que estão mais perto de nós do que imaginamos, como times de futebol.

Composta de sexo, drogas e música colombiana Narcos é inteligente e eletrizante, vale a pena fazer maratona.

Captura de Tela (120) Captura de Tela (121) Captura de Tela (122) Captura de Tela (124) Captura de Tela (123)Narcos4

Abertura pelo lindíssimo Amarante

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s